Cadastrar-se:Posts Comentários

20° CAMPEONATO REGIONAL SERRANO DE ESCOLINHAS – 2017 / REGULAMENTO

                   LIGA SERRANA DE FUTEBOL DE CAMPO

21º CAMPEONATO REGIONAL SERRANO DE  ESCOLINHAS -2018

    REGULAMENTO

CAPITULO -I

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art.1º- O 21º Campeonato Campeonato Regional Serrano de  Escolinhas-Edição 2018, será promovido ,organizado e  dirigido pela Liga Serrana de Futebol ,na  conformidade do disposto neste Regulamento e dele participarão as  seguintes  Agremiações;

Categoria Sub 11-2007/2008/2009) – E. C. Juventude A ,Gremio SãoLuiz(Farroupilha)  ,Juventus  de Teotonia ,C.E. Gramadense,E.C. Juventud B  .C.E Gramadense

 LIGA  SERRANA  DE  FUTEBOL  DE  CAMPO

20° CAMPEONATO REGIONAL SERRANO  DE ESCOLINHAS – 2017

                                        R E G U L A M E N T O

CAPÍTULO – I

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 

Art. 1º – O 20° Campeonato Regional  Serrano de Escolinhas – Edição 2017, será promovido, organizado e dirigido pela Liga Serrana  de Futebol, na conformidade do disposto neste Regulamento, e dele participarão as seguintes agremiações :

Categoria Sub-11 (/2007/2008)  :  E.C. Juventude A  ,   Santos (Núcleo Caxias do Sul), Gremio  São Luiz de Farroupilha,  E.C. Juventude B  ,  S. E.  Juvenil  de Garibaldi ,  Juventus  de Teutonia/ C Barbosa A,   Associação Farroupilha , Serrano de Canela , Juventus  de Teutonia/ C Barbosa B,  Gramadense  –  ( 10 equipes )

Categoria Sub-13 (/2005/2006 ) :  S.E.R. Caxias ,  E.C. Juventude (A) ,    , Santos (Núcleo  Caxias do Sul) ,  E.C. Juventude (B)  , Gremio  São Luiz de Farroupilha , Serrano de Canela , Juventus de Teutonia/C Barbosa  A ,  Associação Farroupilha ,   S. E.  Juvenil  de  Garibaldi ,  ,  ,  Juventus de Teutonia/C Barbosa  B ,   Gramadense  –  ( 11 equipes )

Categorias Sub-15 ( 2002/2003 ) : APAFUT ,  S.E.R. Caxias ,   Gremio  São  Luiz  de Farroupilha , Juventus de Teutonia/ C Barbosa ,  S.E.  Juvenil  de  Garibaldi,  Gramadense  –  ( 6 equipes )

Categoria  Sub 16 – (2002) com 6 atletas nascidos em 2001,; Com  as seguintes equipes: E.C. Juventude ;S.E.R.Caxias; E C Vasco da  Gama;Santos F C. Meninos  daVila  de Caxias do Sul . C. E Lajeadense;Brasil  de Farroupilha ,Roma Guerreiros  de Ant. Prado ,APAFUT de  Caxias. 

Art. 2º – A participação por sí só no Campeonato,  implicará na concordância da agremiação com o disposto no presente Regulamento, o qual compromete-se a cumprir, sob pena de exclusão sumária da competição.

  • 1º – A FINALIDADE da competição é a difusão e prática de futebol de campo entre as escolinhas da Serra Gaúcha.
  • 2º – A JUSTIFICATIVA é proporcionar uma maior integração entre os atletas  da  Serra Gaúcha, contribuindo para  um  desenvolvimento  saudável nos aspectos bio-psico-sociais.
  • 3º – O OBJETIVO é além da prática esportiva, o desenvolvimento dos atletas e dirigentes, com o reconhecimento e o respeito ao adversário e as regras do jogo, formando assim atletas e dirigentes capacitados e preparados para a vida futura.

Art. 3º –  A agremiação  participante  do  20° Campeonato  Regional  Serrano  de  Escolinhas  – Edição 2017 que venha a recorrer à Justiça Comum, ou qualquer outro órgão competente, que não a LISERF ( Liga Serrana de Futebol  ) por motivo ou em razão do presente Regulamento quanto à referida competição , poderá ser desligada do  Campeonato  em disputa, mesmo durante a sua realização.

CAPÍTULO – II 

DAS ATRIBUIÇÕES DA LIGA SERRANA

Art. 4º – O 20° Campeonato Regional  Serrano  de Escolinhas – Edição 2017, será organizado  e dirigido  pela Liga Serrana de Futebol de Campo, à qual competirá:

  1. Elaborar o Regulamento e as respectivas tabelas de jogos;
  2. Adotar todas as providências de ordem técnica necessárias à sua realização;
  3. Adiar,  antecipar, ou postergar  datas de jogos, no interesse da competição, e atendendo as necessidades de datas e horários das agremiações;
  4. Decidir os casos omissos no presente Regulamento, que não estejam regulados pelas entidades superiores, suprindo suas falhas ou lacunas através de Atos  Administrativos, bem como interpretá-los.
  5. No caso de alguma agremiação não concordar com algum fato ocorrido durante a realização dos jogos, terá o prazo de 48 horas, após o término do referido jogo, para recorrer junto a Liga Serrana, com as provas que julgar necessário, e que comprovem o ato ilícito, através de Ofício assinado pelo Dirigente Responsável pela Agremiação, conforme designação feita na Ficha de Cadastro de Inscrição da agremiação;  sendo que a Liga Serrana, após análise do recurso, informará sua decisão através de  Ato Administrativo, dirigido as equipes envolvidas.

CAPÍTULO – III

DOS TROFÉUS E DOS TÍTULOS

Art. 5º – Às agremiações vencedoras do  20° Campeonato Regional Serrano  de Escolinhas Sub-11, Sub-13 e Sub- 15 -Sub 16 – Edição 2017 será atribuído o título de Campeão  e  à segunda colocada, o de Vice- Campeão, sendo que ambas agremiações farão  jus  aos seus respectivos troféus  e medalhas , oferecidos pela Liga Serrana.

  • 1º – Às agremiações campeãs do 20° Campeonato Regional Serrano de Escolinhas  Sub-11, Sub-13 e Sub-15-Sub 16 – Edição 2017, bem como as Vice-Campeãs farão jús a 30 medalhas alusivas à conquista, sendo 25 destinadas a atletas e 5 destinadas aos dirigentes e/ou integrantes da Comissão Técnica.
  • 2° – Ao artilheiro(s) e ao Goleiro da defesa menos vazada, do  20° Campeonato Regional Serrano de Escolinhas Sub-11, Sub-13 e Sub-15-Sub 16  – Edição 2017 será (ão) oferecido (s) troféu (s) alusivos ao feito .

 

CAPÍTULO – IV

DA ORGANIZAÇÃO E FÓRMULA DE DISPUTA DO CAMPEONATO

Art. 6º –  O 20° Campeonato  Regional  Serrano  de Escolinhas – Edição 2017, será disputado em 03 (três) categorias distintas:

SUB-11, SUB-13,  e  SUB-15

  • 1º – Nas Categorias Sub 13 e Sub 15, a bola do jogo é do tamanho oficial, e as regras são normais.
  • 2° – Na categoria Sub 11, a bola é menor , apropriada a faixa etária, e a cobrança de escanteio será realizada a três metros da risca da grande área ( manga curta ).

 

 1ª FASE

Art. 7º – Na 1ª Fase, tanto as 10 (dez) agremiações da Categoria Sub-11, como as 14 (quatorze) agremiações  da  Categoria Sub-13  e  as 8(oito) agremiações da Categoria Sub-15  , jogarão entre si em turno  único contagem corrida de pontos ganhos conforme Tabela, classificando-se nas Categorias  Sub 11  e  Sub 15,Sub 16, as 8 (oito) primeiras colocadas para a Segunda  Fase ,  denominada  Série OURO  para  as quatro Primeiras   e  Série PRATA  para as  equipes classificadas  de  quinto  a oitavo lugar.

Estas  disputarão o titulo  de campeão e vice  das  Séries  OURO  e  PRATA  jogando as Semifinais  no sistema  de mata com um jogo único do 1º x 4º  e  do 2ºx  3º    com os dois vencedores decidindo  o titulo em um jogo único  , sendo feito a semifinal e final em um quadrangular sediado, no mesmo dia, em local  a  ser definido  pela liga.  E  na  série PRATA o 5º x 8º  e  6º  x 7º  nos  mesmos moldes  de quadrangular sediado , da  série OURO.

Na  CATEGORIA SUB 13 , se classificarão  10  equipes,  ao  final da  Primeira Fase, onde a  1° e  2° colocadas estarão garantidas diretamente nas Semifinais da Série Ouro  , e os 3°, 4°, 5° , e 6° colocados definirão as outras duas vagas, em confronto único , com mando de campo da equipe de melhor campanha , do 3° x  6° , e 4° x  5° , sendo que os dois vencedores irão para o Quadrangular Final Sediado, da Série Ouro , e os dois perdedores estarão garantidos no Quadrangular Final Sediado , da Série Prata , e as outras duas vagas do Quadrangular Final da Série Prata serão definidas entre o 7° , 8° , 9° e 10° colocados, em confronto único, com mando de campo da equipe de melhor campanha, do 7° x  10° , e 8° x 9° . Nos jogos únicos, no caso de empate a definição do classificado se dará em cobrança de penalidades máximas ( 5 por equipe ) , e as despesas de Arbitragem serão de responsabilidade do mandante .

Nos Quadrangulares Finais de cada Série ( Ouro e Prata ), as despesas de Arbitragem serão divididas entre os participantes, por partida disputada.

 

 Os critérios para desempate ao final da primeira fase, no caso do mesmo número de pontos ganhos entre duas ou mais equipes,  serão  os  seguintes :

1° Maior  Número de Vitórias

2° Maior Saldo de Gols

3°  Ataque mais Positivo

4° Defesa menos Vazada

5° Confronto Direto

6° Sorteio

FASE SEMIFINAL

Art. 8º – Na Fase Semi Final, as 08 (oito) agremiações classificadas na 1ª Fase decidirão a vaga para a Final das Séries  OURO e PRATA em  Partida Única,  do 1° Colocado  x  4°  Colocado , e do 2° Colocado  x  3 ° colocado , decidindo vaga para a final da OURO  em um quadrangular sediado em local a ser definido pela Liga;  e do  5º  x 8º colocado  e  6º  x 7º colocado, decidindo vaga para a final  da  PRATA, também   em um quadrangular sediado em local a ser definido pela Liga

No caso de empate ao término da partida, a mesma será decidida em cobranças de penalidades máximas, no número de  5 cobranças para cada equipe .

FASE  FINAL

Art. 9º – Na Fase Final as duas agremiações vencedoras das partidas semifinais ,  jogarão Partida Única em cada  Série,  no mesmo local e dia da Semifinal ( Quadrangular Sediado ), No caso de empate ao término da partida, a mesma será decidida em cobranças de penalidades máximas, no número de 5 cobranças para cada equipe . ­­­­­­­­­­­­­­­

Art. 10° –  O tempo de jogo de cada categoria fica assim determinado:

  1. a) Sub-11: dois tempos de 25 minutos com intervalo de até 10 minutos.
  2. b) Sub-13 : dois tempos de 30 minutos com intervalo de até 10 minutos.
  3. c) Sub-15 : dois tempos de 35 minutos com intervalo de até 10 minutos.
  4. d)Sub -16: dois  tempos  de 40 minutos com intervalo de até15 minutos.

DA CONTAGEM DE PONTOS

Art. 11 – O  Campeonato  será disputado  pelo sistema de somatório de pontos ganhos, sendo

Vitória  :  3(três)  pontos ganhos

Empate :  1 (um) ponto  ganho

Derrota :  0 (zero) ponto ganho

 

CAPÍTULO – V

DOS LOCAIS E DATAS  DAS PARTIDAS

Art. 15 – Os locais das partidas de cada equipe no Campeonato, serão definidos pelas agremiações , na semana anterior a realização das mesmas, e informados a equipe adversária e a Liga Serrana. Toda SEGUNDA – FEIRA , deve  ocorrer o contato entre as equipes adversárias na Rodada do Final de Semana Seguinte, sendo definido o horário, dia e local, e imediatamente informado a Liga, o que ficou definido entre os dois confrontantes da rodada.

  • 1º – Os jogos serão realizados preferencialmente aos finais de semana, manhã ou tarde, mas também podendo ser realizados de  segunda  a  sexta-feira,  no turno da tarde,  conforme conveniência das duas equipes envolvidas, sempre com a concordância da Liga, prezando pela realização da(s)  partida(s),  em data próxima,  a originalmente marcada.

 

CAPÍTULO – VI

 DO ADIAMENTO, SUSPENSÃO E IMPUGNAÇÃO DE PARTIDA

 Art. 16 – A antecipação ou adiamento de qualquer partida, troca de mando ou troca de local, só será permitida com a autorização da Liga Serrana,  no interesse do  Campeonato, desde que não fira interesse de terceiros e da própria competição.

Art. 17 – Em campo o árbitro será a única autoridade competente para adiar ou suspender uma partida, desde que para tanto haja motivos de alta relevância tais como:

  • 1º – Uma partida só poderá ser interrompida ou suspensa quando ocorrer um dos seguintes motivos, que impeçam a sua continuidade: a) Falta de garantia, positivamente comprovada; b) Conflitos ou distúrbios graves, que afetem sua continuidade; c) Mal estado do campo; d) Falta de energia elétrica.
  • 2º – Nos casos previstos no parágrafo anterior, a partida só será suspensa se após, pelo menos 15 (quinze) minutos de interrupção não cessar o motivo que impediu sua continuidade.
  • 3º – Quando a partida for suspensa definitivamente, por quaisquer dos motivos previstos nas alíneas “a” e “b” do § 1º deste artigo, observar-se-á o seguinte: a) Se a associação que houver dado causa à suspensão era na ocasião desta, a ganhadora, será declarada perdedora, pelo escore de dois a zero (2 x 0) se, porém era a perdedora, sua adversária será considerada vencedora, prevalecendo o resultado constante no placar no momento da suspensão, desde que este placar não seja inferior a dois gols de diferença, caso em que prevalecerá também o placar de dois a zero (2 x 0). b) Se a partida estava empatada, a associação que houver dado causa à suspensão, será declarada perdedora pelo escore de dois a zero (2 x 0).

Art. 18 – Nas partidas suspensas antes de esgotado o tempo regulamentar por quaisquer dos motivos enunciados nas alíneas “a” à “d” do § 1º, do artigo anterior, proceder-se-á da seguinte maneira:

  • 1º – Se a partida houver sido suspensa, inclusive nos casos previstos nas alíneas “c”  e  “d” do  §  1º do artigo anterior, por motivo fortuito, será disputado o tempo restante em outra oportunidade a critério da Liga Serrana, mantendo-se o mesmo local da partida.
  • 2º – As partidas interrompidas a partir do 16º minuto do 2º tempo na Categoria Sub-11 e a partir do 21º minuto do 2º tempo nas Categorias Sub-13 e a partir do 26° minuto do 2° tempo na Categoria  Sub-15 serão consideradas encerradas desde que sejam por motivos fortuitos.

Art. 19 – Da nova partida a ser disputada por força do adiamento ou suspensão só poderá participar atleta que na data da suspensão da partida tinha condições de jogo dada pela Liga Serrana ,  e que seu nome constasse na súmula do referido jogo suspenso.

Art. 20 – A agremiação que se julgar prejudicada poderá enviar recurso a Liga Serrana, que reunirá a junta disciplinar, através de profissional da área de Direito que presta serviços a Liga Serrana, conforme letra  E, do artigo 4° deste regulamento, mediante pagamento de taxa de meio salário mínimo, vigente na época .

CAPÍTULO – VII

DA CONDIÇÃO DE JOGO DO ATLETA

Art. 21 – Somente poderão participar do 20° Campeonato Regional Serrano de Escolinhas  – Edição 2017, atletas  inscritos por suas agremiações.

  • 1º – Nenhum atleta poderá se inscrever por mais de uma agremiação para a disputa do 20° Campeonato Regional Serrano de Escolinhas – Edição 2017 , e a liberação de um atleta inscrito em determinada equipe somente se dará com o consentimento da equipe detentora da ficha.
  • 2º – Poderão as agremiações disputantes, em cada partida, efetuar até 10 (dez) substituições, indistintas de atletas, em qualquer  tempo, proibida a substituição de atleta expulso ou retorno de atleta já substituído, sendo permitida a presença de até 11 (onze) atletas de cada equipe no banco de reservas, sendo que não há necessidade de paralisar a partida para efetuar a substituição, a mesma deve ser efetuada em frente ao local designado a mesaria(o), onde após o atleta avisar a mesária(o), o mesmo deverá chamar o atleta que irá sair, e somente após a saída do mesmo, poderá adentrar ao campo, sendo passível de advertência pelo árbitro, o atleta que não seguir este procedimento, ou interferir no andamento da partida.
  • 3º As inscrições somente poderão ser realizadas até 24 horas, antes do último jogo da fase classificatória ( 1° Fase ).
  • 4º-O Mesmo atleta poderá no mesmo  dia  atuar por  duas  categorias de sua escolinha   desde  que dentro  do  limite  de   idade

Art. 22  – Afora os atletas reservas, em número máximo de 11 (onze), somente poderão tomar parte do banco de reservas de cada agremiação disputante: 1 (um) técnico, 1 (um) preparador físico, 1 (um) médico ou dirigente, e 1 (um) massagista, desde que assinem a súmula.

  • 1º – Fica assegurado aos técnicos das equipes, o trânsito livre na área técnica no transcorrer das partidas, contudo estará o mesmo sujeito a expulsão caso ultrapasse os limites da referida área ou ofenda integrantes do trio de arbitragem, integrantes da equipe adversária ou tenha qualquer outro comportamento não condizente com suas funções.

DO NÚMERO DE ATLETAS

Art. 23 – Nenhuma partida da Copa poderá ser iniciada com menos de 7 (sete) atletas em cada agremiação.

  • 1º – Na hipótese prevista neste artigo, o árbitro aguardará até 15 (quinze) minutos, após a hora marcada para o início da partida, findo os quais e permanecendo o fato, a equipe regularmente presente será declarada vencedora pelo escore de dois a zero (2 x 0 ), para os efeitos deste Regulamento.
  • 2º – Se o fato previsto no § anterior ocorrer com ambas as equipes, as duas associações serão declaradas perdedoras pelo escore de dois a zero (2 x 0).
  • 3º – Ocorrendo o fato no transcurso da partida, será esta encerrada pelo árbitro, observado o prazo previsto no § 1º deste artigo, que acarretará as seguintes consequências, independentemente das demais sanções cabíveis: a) Se apenas uma das associações teve sua equipe reduzida a menos de 07 (sete) atletas, perderá ela, os pontos para a sua adversária pelo escore de dois a zero (2 x 0). b) A associação cuja equipe não tenha incidido na situação aquí prevista será assegurado, se vencedora, o resultado constante do placar na ocasião do encerramento da partida, desde que o placar não seja inferior a 2 gols de diferença, caso em que prevalecerá também o placar de dois a zero (2 x 0). c) Se as duas equipes ficarem reduzidas a menos de 07 (sete) atletas, ambas as associações serão consideradas perdedoras, pelo escore de dois a zero (2 x 0).
  • 4º – A equipe que eventualmente ficar reduzida a menos de 07 (sete) atletas, depois de iniciada a partida, dando causa ao seu não prosseguimento, acarretará à respectiva agremiação, as sanções previstas neste Regulamento.

Art. 24 – Sempre que uma equipe, atuando apenas com 07 (sete) atletas, tiver um ou mais atletas contundidos, poderá o árbitro conceder o prazo de até 10 (dez) minutos para o seu tratamento ou recuperação.

Parágrafo Único – Esgotado o prazo previsto neste artigo, sem que o atleta contundido tenha sido reincorporado à sua equipe, dará o árbitro como encerrada a partida, procedendo-se da forma prevista no § 3º do artigo anterior deste Regulamento.

CAPÍTULO – VIII

DAS INFRAÇÕES E SUAS PENALIDADES

Art. 25 – O atleta que for expulso, cumprirá 1 (uma) partida de suspensão ; na 2ª expulsão, cumprirá 2 (duas) partidas de suspensão .

  • 1º – O atleta que receber três cartões amarelos, deverá cumprir suspensão na partida subsequente.
  • 2 – Toda punição de atleta não cumprida, acarretará a agremiação infratora, a perda dos pontos conquistados na partida da infração, em favor do adversário; e o cumprimento da punição na partida seguinte.

Art. 26 – A agremiação cuja equipe, após advertência do árbitro se recusar por mais de 05 (cinco) minutos, a continuar a competir, ainda que permaneça em campo, será considerada perdedora.

Parágrafo Único – Se a equipe que se recusou a continuar competindo, era, na ocasião, a vencedora, ou se o jogo estava empatado, o escore da partida será considerado de dois a zero (2 x 0), a favor de sua adversária. Se era perdedora, será mantido o resultado constante do placar no momento do encerramento da partida, desde que o placar não seja inferior a 2 gols de diferença, caso em que prevalecerá também o placar de dois a zero (2 x 0).

 Art. 27 – A agremiação ou agremiações, que abandonarem o Campeonato  após o seu ínicio e tendo dele participado, serão punidas com a perda do direito de participar do Campeonato, por 2 (dois) anos imediatamente consecutivos.

  • 1º – Os pontos conquistados por esta equipe, retornam as equipes que porventura perderam pontos  para  a mesma, pelo placar de ( 2×0 ).

CAPÍTULO – IX

 DA ARBITRAGEM

Art. 28 – Comporão o quadro de arbitragem do Campeonato,  os árbitros da Liga Serrana.

Art. 29 – A súmula e relatório da partida, modelos próprios fornecidos pela Liga Serrana, deverão ser preenchidos devidamente, com clareza, e entregues uma via para cada equipe após o final da partida.

Art. 30 – Nenhuma partida deixará de ser realizada em virtude da ausência  do árbitro.

Parágrafo Único – Ocorrendo o não comparecimento do árbitro, após 30 minutos do horário marcado para o início da partida, as duas agremiações em comum acordo, escolherão o árbitro para dirigir a partida, caso não ocorra acordo, a partida será remarcada pela liga.

 Art. 31 – A taxa de arbitragem, de responsabilidade da agremiação locatária, será  paga no dia da partida, para a mesária, mediante apresentação de recibo .

  • 1º – Os valores das taxas são os seguintes: – Categoria Sub-11: R$ 160,00 por partida,  Categorias Sub-13 : R$ 190,00 por partida,  e Categoria  Sub-15: R$ 210,00 por partida
  • 2°- Os deslocamentos da Arbitragem para as cidades de Canela, Gramado, Garibaldi, Farroupilha e Carlos Barbosa, terão custo, a ser reembolsado pelas equipes, nos dias de jogos nestes locais.

CAPÍTULO – X

 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 Art. 32 – Quando houver coincidência nas cores dos uniformes das duas associações disputantes da partida, a associação Mandante fica obrigada a trocar de uniforme.

Art. 33 – Fica estabelecido que ao final da 1ª FASE , serão zerados os cartões amarelos recebidos até o último jogo da fase, inclusive em caso de o atleta  ter recebido o terceiro cartão amarelo neste último jogo da fase.

Art. 34 – Será permitido que: a) os garotos possam atuar em mais de 1 (uma) categoria, na mesma rodada, desde que seja sempre na categoria que sua idade permita, b) as garotas possam atuar entre os garotos, respeitadas as idades das Categorias.

Art. 35 – A Coordenadoria Técnica da Liga Serrana  de Futebol  expedirá as instruções que se fizerem necessárias à boa e fiel execução deste Regulamento.

Art. 36 – Os casos omissos, que não estejam descritos neste Regulamento, serão resolvidos da melhor forma, pela Coordenadoria Técnica da Liga Serrana de Futebol, em Caxias do Sul.

 

 

 

 

Adão Luiz Ferreira de Almeida                                           André   Silva  Almeida

Presidente –  LSFC                                                      Coordenador Geral   –  LSFC

Share Button
© 2017 Liga Serrana de Futebol · Cadastrar-se:PostsComentários · Realização comuniti ·